Escalada Esportiva

Em 2020, a cidade de Tóquio receberá 5 novas modalidades em relação ao Rio de Janeiro em 2016: Beisebol / Softbol, Escalada Esportiva, Karatê, Skate e Surfe. Porém, acredito que o menos conhecido entre nós seja a Escalada Esportiva. Então, nada mais justo falar sobre como será este esporte nos jogos do Japão.

Primeiramente, para ser um esporte olímpico é preciso cumprir com alguns critérios estabelecidos pelo COI, como apelo ao público jovem, ser representado por uma Federação Internacional, prática em diversos países, igualdade de gênero e alguns outros mais.

A Federação que rege a Escalada Esportiva no mundo é a Internacional Federation of Sport Climbing (IFSC). No Brasil, a entidade reconhecida pela IFSC é a Associação Brasileira de Escalada Esportiva (ABEE), que apoia as mais diversas competições que acontecem no Brasil.

Após estudar um pouco sobre as 3 categorias (Bloco, Dificuldade e Velocidade), digo a vocês que todas me surpreenderam.

 

Escalada em Bloco (Boulder)

Muito me espanta a força que exige dos escaladores. Confira alguns dos movimentos feitos por escaladores:

 

Escalada em Dificuldade (Lead)

O alto grau de concentração do atleta, considerando o uso da corda, força física e percurso, é que me chamou a atenção desta categoria:

 

Escalada em Velocidade (Speed)

O que me impressionou nesta modalidade foi a agilidade do atleta, como é possível ver no vídeo abaixo:

Neste vídeo, inclusive, contém os atuais recordes mundiais, tanto no masculino, quanto no feminino.

Deu pra entender um pouquinho sobre a Escalada Esportiva, né?

Você teria lugares para indicar? Se sim, mande um e-mail para contato@omultiatleta.com.br ou deixe um comentário.

Muito obrigado e até a próxima!

Siga-me também nas redes sociais do projeto e se inscreva no meu canal no YouTube:

Facebook | Twitter | Instagram | YouTube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *